Sábado Agosto 18 , 2018

ESCOLA DR. JOÃO DE BARROS ASSINALA O DIA NACIONAL DOS MOINHOS

 Projeto vento - Escola EB 2,3 Dr. João de Barros

Integrada nas atividades do Projeto “V.E.N.T.O. – Vontade de Empreender pela Natureza em Terra e no Oceano”, que concorre ao concurso de ideias “Ciência na Escola” da Fundação Ilídio Pinho, a Escola EB23 Dr. João de Barros comemorou hoje o Dia Nacional dos Moinhos.

Alunos de algumas turmas do 8.º ano foram desafiados a construir moinhos de vento que foram afixados no gradeamento da escola neste dia, ao qual emprestaram um colorido diferente. A Biblioteca Escolar também participou com a elaboração de um painel alusivo no qual foram afixados alguns dos trabalhos dos alunos.

A Rede Portuguesa de Moinhos, a fim de assinalar esta data promove, nesta semana, o Dia dos Moinhos Abertos, no dia 11 e 12 de abril, nos quais a população em geral é convidada a visitar um dos moinhos que integram esta atividade.

“Moinhos Abertos é uma iniciativa de alcance nacional e ampla divulgação com o objetivo de chamar a atenção dos Portugueses para o inestimável valor patrimonial dos nossos moinhos tradicionais, por forma a motivar e coordenar vontades e esforços de proprietários, organizações associativas, Autarquias locais, Museus, investigadores, molinólogos, entusiastas e amigos dos moinhos… Desfrute dos moinhos de Portugal! Eles têm um valor inestimável. Contribua para a sua salvaguarda.” in, http://www.moinhosdeportugal.org/ws/ - Brochura

 

 

Celebração do Dia Nacional dos Moinhos

Moinhos do concelho recebem visitas de crianças e utentes de IPSS

O moinho do Carrascal, no Reguengo Grande, foi um dos 13 moinhos do concelho que abriram ao público, em pleno dia nacional dos moinhos - 7 de abril. O vereador Fernando Oliveira e a representante da Junta de freguesia, Maria João Inácio, acompanharam a visita de um grupo de 22 crianças do Jardim de Infância da localidade, a este belo exemplar da arquitetura rural, ouvindo do seu proprietário, Guilherme Ferreira, explicações sobre o seu modo de funcionamento.



Ao longo da visita, Guilherme Ferreira, colocou a funcionar as mós que trituram os cereais, transformando-os na farinha.  O moleiro brindou ainda os visitantes com histórias de outrora, cantando, mesmo, uma canção da sua autoria sobre os moinhos, demonstrativa de todo o seu amor aos moinhos e à profissão, que abraçou desde muito novo.
Ainda no âmbito da celebração do dia nacional dos moinhos, há a referir que os moinhos de Moita dos Ferreiros receberam mais de 100 visitas, entre visitantes locais e turistas estrageiros, alunos da Escola Básica do 1.º ciclo da Marteleira e utentes  do Centro de dia da Associação para o Desenvolvimento de Miragaia e do Centro Social Paroquial da M. dos Ferreiros.


As visitas começam no Moinho do Boneco, na Moita, e terminaram no Alto dos moinhos - Pinhôa, com a visita aos moinhos do Xico, do Xico d’António, de Santa Maria, Moinho Pequeno e Moinho Bar. Através das explicações de um conhecedor, José Maria Vieira, engenheiro agrónomo, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer o trigo e o milho, bem como todo o processo de fabrico da farinha.


moinhos Abertos na Lourinhã
Pelo segundo ano consecutivo, o Município da Lourinhã associa-se aos moinhos Abertos de Portugal, abrindo ao público 13 moinhos tradicionais, nos dias 7, 11 e 12 de abril, numa iniciativa que conta com a parceria de cinco freguesias do concelho. São elas as Uniões de Freguesia de Lourinhã e Atalaia, e de São Bartolomeu dos Galegos e Moledo, bem como as Juntas de Freguesia de Moita dos Ferreiros, Ribamar e Reguengo Grande.

Esta é uma oportunidade singular para ficar a conhecer o modo de funcionamento destes belos exemplares da arquitetura rural, para aprender a regular a finura da farinha e para melhor entender o picar das mós. É a possibilidade de acionar as velas e ouvir o cantar dos búzios. Ao longo destes três dias, há ainda iniciativas culturais e desportivas diversas, como folclore, exposições, caminhadas, entre outras.



A visita é obrigatória nestes dias em que se evoca a importância de um dos ícones do Oeste – o moinho. Através de visitas guiadas vai ser possível conhecer os moinhos do Dinossauro, em Porto Dinheiro, do Fernando e do António, no Moledo, do Carlos na Zambujeira do Mar, da Lucília e do António na Atalaia, do Boneco na Moita dos Ferreiros, do Xico, do Xico da Antónia, de Santa Maria e do Moinho Bar, na Pinhôa, bem como do moinho do Carrascal e do Viso, no Reguengo Grande.

O Município convida a população a juntar-se a esta festa da tradição, e a participar nas atividades programadas.




Click AQUI para ler a noticía na integra e saber mais informações acerca os dias 11 e 12 de abril onde irão  decorrer as Festas do Pão, na Atalaia, e dos moinhos, na Pinhoa.

 

Exposição “Moinhos de Maré do Ocidente Europeu”

Entre 26 de Fevereiro e 12 de Abril pode visitar, no Moinho de Maré do Cais, a exposição “Moinhos de Maré do Ocidente Europeu” (entrada livre).

A mostra é um contributo para a preservação e divulgação dos moinhos de maré e do seu valor técnico, histórico, económico e ambiental.

Os moinhos de maré são uma importante herança cultural e patrimonial comum a vários concelhos, tendo assumido uma grande importância no estuário do Tejo, local onde desde o século XIII se implantaram 45 edifícios desse tipo.

No Montijo, o Moinho de Maré do Cais é um exemplo dessa herança cultural e patrimonial, que sintetiza uma relação intensa de vários séculos, entre a atividade agrícola e o rio.

A exposição é coordenada pelo Ecomuseu Municipal do Seixal e encontra-se em itinerância pela Europa desde 2005.

 



Horário: terça e quinta-feira das 14h00 às 17h30, sábado e domingo das 14h00 às 18h00.

   

Recuperar Moinhos, Uma Utopia? - visita comentada

 Moinho de Maré de Corroios

No próximo dia 28 de Fevereiro, pelas 15 horas, o Moinho de Maré de Corroios abre portas a mais uma iniciativa.

No seguimento da exposição temporária "Um Mar de Moinhos: os moinhos de maré do Seixal" irá decorrer uma visita acompanhada e comentada por Jorge Miranda, um dos investigadores portugueses mais reputados, dedicada ao tema «Recuperar Moinhos, Uma Utopia?» .

Esta visita tem como objectivo refletir sobre o processo de classificação dos moinhos de maré do Seixal e a realidade atual deste património em Portugal, analisando o caminho percorrido ao longo das últimas décadas no contacto da valorização dos moinhos tradicionais. Será ainda abordado o sentido e significado que pode ter para a sociedade contemporânea a preservação deste património edificado..

Para participar deverá inscrever-se através do email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ou do telefone 210 976 112.

Click caso pretenda saber mais sobre esta notícia.

 

Dias do Moinhos Abertos e Dia Nacional dos Moinhos 2015

 Cartaz Moinhos Abertos 2015

2015
07 de Abril (Terça-feira) – Dia Nacional dos Moinhos
11 e 12 de Abril (Sábado e Domingo) – Dia dos Moinhos Abertos

Car@s amig@s:
Na sequência do êxito da nossa actividade conjunta no Dia dos Moinhos Abertos de Portugal, pretendemos reeditar pelo NONO ANO CONSECUTIVO a iniciativa Moinhos Abertos de Portugal.

O que é o “Dia dos Moinhos Abertos”?
O conceito desta actividade é extremamente simples:
Fazer funcionar em simultâneo e abrir ao público para acesso livre tantos moinhos quantos for possível em todo o país!

Quem pode participar na organização?
Pretendemos lançar uma iniciativa de alcance nacional e ampla divulgação com o objectivo de chamar a atenção dos Portugueses para o inestimável valor patrimonial dos nossos moinhos tradicionais, por forma a motivar e coordenar vontades e esforços de proprietários, organizações associativas, autarquias locais, museus, investigadores, molinólogos, entusiastas e amigos dos moinhos.
Esta iniciativa promovida pela Etnoideia tem o apoio da TIMS, Sociedade Internacional de Molinologia, cujos membros não pertencentes à Rede Portuguesa são convidados a aderir e colaborar. A TIMS colaborará ainda ao nível da divulgação internacional do evento por todo o mundo.
Por isso, apelamos à sua participação activa, através do seu envolvimento pessoal e das organizações a que pertence ou com as quais se relaciona.
Este dia, além de chamar a atenção para os moinhos tradicionais portugueses poderá também servir para identificar problemas e oportunidades, germinar projectos e ideias, ou mesmo para levar a cabo pequenas beneficiações (limpezas, pinturas, consertos de coberturas, etc.) com a participação de activistas e visitantes que o pretendam, preservando os moinhos e criando dinâmicas em torno deles.
Mas este dia constitui também uma oportunidade única para aumentar o número de pessoas e instituições que constituem a Rede Portuguesa de Moinhos reforçando a sua implantação e representatividade nacional e, consequentemente, a sua capacidade de acção a favor dos moinhos tradicionais, por isso pedimos-lhe também que ajude a divulgar a Rede.

Como optimizar os seus impactos?
De acordo com os nossos dados das edições anteriores, contando com os moinhos directamente ligados à Rede Portuguesa de Moinhos, com o facto de alguns moinhos estarem em núcleo (cada moinho conta como um moinho, por isso num núcleo haverá vários abertos), contando com os moinhos cujos proprietários e moleiros podem ser contactados por cada um de nós (contamos consigo também para o fazer), acreditamos ser possível alcançar novamente  entre 150 e 200 moinhos a funcionar.
Durante este dia, cada moinho deverá estar aberto e se possível a funcionar, sendo desejável a organização de algumas actividades como as sugeridas na ficha de programação em anexo, ou outras.

O que vai fazer a organização?
A organização irá proceder à divulgação junto da imprensa nacional e regional, assim como via mailing a todas as pessoas e organizações constantes dos nossos ficheiros. Por correio electrónico serão enviados materiais de divulgação para todas as Câmaras Municipais e para todas as Juntas de Freguesia do País com correio electrónico. A todos será pedido que reencaminhem a informação para a sua rede de contactos. Acreditamos desta forma vir a alcançar uma ampla divulgação e impacto público.
Estamos a preparar os seguintes materiais:
1- Ficha de Programação (excel em anexo para envio por email até dia 27FEV15);
2- Info Mail;
3- Cartaz (JPEG para impressão e afixação local);
4- Nota de Imprensa;
5- Brochura Moinhos Abertos 2015 (formato electrónico para impressão A4 no local);
6- Controlo de visitantes (excel para envio por email depois da iniciativa).

O que tem que fazer para participar?
Para a preparação e conteúdos destes materiais, gostaríamos de contar com a sua colaboração (e das instituições que entender convidar) através de:
- Dinamização da abertura, nos dias 07, 11 e 12 de Abril (Terça-feira, Sábado, Domingo) , dos moinhos a que está ligado, se possível organizando actividades e animações e congregando moleiros, amigos, Juntas de Freguesia, Câmaras Municipais, Museus, etc.
- Convite a outros moinhos e pessoas para participar.
- Envio até 27 de Fevereiro:
* Ficha Excel com informações sobre os moinhos que vão estar abertos (ficha em anexo a preencher no ficheiro excel com todos os moinhos, identificando um a um e enviando uma foto por cada moinho com o nome do moinho no nome do ficheiro). IMPORTANTE:  NÃO SERÃO ACEITES OUTROS FORMATOS OU INFORMAÇÕES NÃO CONSTANTES NA FICHA DADO QUE ISSO TEM PROVOCADO GRANDES PROBLEMAS NA PAGINAÇÃO EM EDIÇÕES ANTERIORES).
* A ficha de programação excel em anexo tem previsto todas as informações necessárias para a identificação dos moinhos e respectivo programa de actividades, organizadores, indicações úteis, etc.
- COM ESTAS INFORMAÇÕES IREMOS PAGINAR UMA BROCHURA ilustrada com os moinhos e respectivas informações. Este documento, em ficheiro será enviado por email a todos, pedindo-se que, além da difusão por email, o imprimam e distribuam antes e durante o dia aos visitantes dos moinhos.
* Esta brochura, que conterá informações sobre os moinhos, horários e  como visitar ao longo de todo o ano, ficará disponível permanentemente online em www.moinhosdeportugal.org e avalia-se a possibilidade da sua edição em papel mediante apoios institucionais a angariar.
- Colaboração na difusão junto da comunidade envolvente dos moinhos e da imprensa regional e local, através do reenvio das notas de imprensa e materiais para afixação e divulgação da iniciativa (QUE OPORTUNAMENTE RECEBERÁ em formato electrónico via mail, para imprimir no local e/ou fotocopiar)
- Recolha de inquéritos (em anexo) e controlo de nº de visitantes para podermos medir o impacto da iniciativa e o interesse dos diferentes públicos pelos moinhos.
-  Divulgação da possibilidade de os visitantes poderem pertencer à Rede Portuguesa de Moinhos (imprimindo ou reenviando o respectivo boletim de assinatura).

Antecipadamente grato pela sua contribuição para esta nova iniciativa, apresento os melhores cumprimentos,

Jorge Miranda
Rede Portuguesa de Moinhos

Descarregue a Ficha de Inscrição

Descarregue Cartaz Moinhos Abertos_2015

 

   

Página 7 de 50

Eventos

Agosto 2018
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1

Próximos Eventos

Não tem eventos